Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Twenty Something

LIVING DOLLS BY CHANEL

10-chanel-couture-wooden-doll-house.jpg

 

Semelhante aos seus desfiles de pronto-a-vestir, as apresentações de alta costura da Chanel são famosas pelas escolhas conceptuais de Karl Lagerfeld: Um casino, um jardim ou mesmo uma obra do Le Courbusier. Fazer uma construção destas, efémera e dispendiosa não é a coisa mais eco-friendly de sempre. Contudo, essa é a natureza inerente à moda e da industria à volta dela. Mas na terça feira em Paris, Lagerfeld apresentou a colecção de primavera dedicado á natureza.

 

chanel-couture-spring-2016-runway.jpg

 

O Grand Palais recebeu uma estrutura em madeira, de dois andares - que levou oito dias a construir - rodeado por um geométrico jardim com direito a relva verdadeira. O tema surgiu através das roupas: Tecidos bordados com aparas de madeira, pequenos padrões de abelha, pássaros e flores. Cada modelo usava sapatos de plataforma em cortiça e cada coordenado variava entre diferentes tons de bege. Os modelos mais impressionantes, no entanto, traziam rendas e bordados texturados que lembravam os padrões matemáticos da natureza.

 

3096456300000578-3417097-image-a-39_1453807322009.

 

Esta não é a primeira vez que Lagerfeld utiliza a sustentabilidade ambiental como tema das colecções Chanel. A apresentação da colecção de 2013 foi cheia de enormes turbinas eólicas e grandes painéis solares. Contudo fica a questão... Existe algum valor na apresentação de uma consciência ambiental como tema cultural, sem agir de forma sustentável? Para Lagerfeld, sim. De qualquer das formas consta-se que toda a madeira será reciclada após o desfile.

 

30963EDE00000578-3417097-image-a-34_1453807311370.

 

Um pequeno passo na moda, um salto gigante para a Chanel.

 

30964A3B00000578-3417097-image-a-13_1453807241563.

 

 

4 comentários

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Follow