Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Twenty Something

4 CITIES IN A ROW

IMG_5265.JPG

 

Fui. Sem grandes planos e sem expectativas, no fundo o lema de vida que adoptei nos últimos tempos. 

 

1st Stop, Dublin. Após algumas horas de escala em Paris enfrentava agora o frio de Dublin, enquanto esperava pelo Uber que me iria levar ao hotel. Dei 5 estrelas ao Marroquino que, mesmo com um dialecto quase incompreensível me foi buscar à porta do aeroporto. Cidade bastante movimentada e contrariamente calma, andar sozinha nunca foi problema... Descobri que os caixotes do lixo são óptimos tripés e tenho consciência que diverti grande parte da população com as minhas "Ultimate Selfies". 

 

2nd Stop, Brussels. Só havia duas coisas a fazer mal o avião aterrasse: Apanhar o comboio e posteriormente o metro. Tudo bem, seleccionei o inglês para comprar o bilhete de comboio para o centro e percebi que a coisa não ia ser tão fácil como na semana anterior... Todas as indicações estavam em Alemão e Holandês. (E eu que achava que ia dar uns toques no Francês) Com a avante de que os nomes dos destinos variam de acordo com a Língua em que são apresentados e nenhum deles coincidia com o quer que estivesse escrito no meu bilhete. By the way, obrigada Google Maps. As viagens de metro e comboio tornaram-se bastante frequentes por lá, isso e abordagens de turistas masculinos que antes de me convidarem para ir com eles "conhecer o museu do chocolate" me pediam indicações. Achei bastante engraçado conhecer pessoas que como eu, andavam à descoberta, até me ter lembrado do filme Taken.  

 

3rd Stop, Amsterdam. Viagem comprada às 3am com partida às 6am. Depois de duas horas de sono, adormeci! Perdi o comboio, corri para a estação mais próxima (que por sinal não era a que constava no bilhete), entrei no primeiro comboio que passava por Amsterdam Central Station e rezei para que o Pica sorrisse quando eu lhe desse o bilhete. 

As peripécias não ficaram por aqui, os bilhetes esgotados para a Casa Museu de Anne Frank estavam a tornar-se um pesadelo. Não desistente coloquei-me à parte para tentar comprar online, sem sucesso. Quase que saído de um filme aparece um grupo de turistas que simpaticamente me aborda, questionando-me se tencionava ir visitar o museu... Acenei tristemente que sim, completanto que não haviam mais bilhetes. "I have tickets!" E por espécie de milagre, lá fui eu. 

Tudo é incrível naquela cidade, o ambiente, a arquitectura, os passeios de barco, a bipolaridade do tempo... ha e claro,  os Space cakes, os chupas de cannabis e as montras da RedLight (confirmei que as raparigas estão quentinhas lá dentro, só sentem frio quando abrem a porta para interagir com a malta!)

 

4rd Stop,  Gent. De volta à Belgica! Possivelmente uma das cidades mais bonitas da Bélgica na sequência de Brugges, mas depois de Amsterdam não me encheu a barriga.

 

Tips about the trip:

Não se apaixonem pelos Militares que encontram em todo o lado em Bruxelas, todos eles possuem uma G3, bem visível. Visitem o DELIRIUM, e por favor tragam-me uma garrafa de Delirium RED, apaixonei-me por cerveja. 

 

Em Dublin, troquem os tipicos almoços e jantares por Donuts! Só assim vão poder experimentar todas as variedades existentes!

 

Não se atrevam a comer Space Cake sozinhos em Amesterdão.

 

IMG_5211.JPG

 

IMG_4928.JPG

 

20171124_104728.jpg

 

IMG_4862.JPG        IMG_5095.JPG

 

IMG_4980.JPG

 

IMG_4972.JPG

 

IMG_5230.JPG

 

20171125_115850.jpg        IMG_5132.JPG

 

20171124_111450.jpg

 

IMG_5254.JPG

 

20171126_141520.jpg      IMG_5244.JPG

 

20171125_190451.jpg

 

Sozinha, Sim! 

You will die alone anyway!

 

 

Ps.

Special thanks to GPS. 

 

 

Para o ano há mais.

 

 

TIME TO GET LOST

Bem, primeiro marca-se uma viagem só de ida.. depois marca-se uma segunda viagem só de ida... Já ia em dois Países e sem data de volta. Benditas férias! Indecisa sempre fui e sozinha não seria diferente, pelo contrário... Mas isto não esperava.

 

Primeiro fiquei completamente embasbacada, a ideia saiu de mim! Passo a citar:

2014. Santos, Ana : "Pagar para visitar sitios onde só faz frio e chuva? só areia e água? Não ha nada para ver. Portugal é o melhor país, os turistas vêm todos para cá, o que vou eu fazer para fora..?"

 

Desde que fui partilhando esta decisão de viajar sozinha durante as minhas duas semanas de férias que sobraram, que recebi diversas opiniões. Desde o simples e banal "És louca!", que desde logo concordei, ao "Que coragem!", que também acabou por não ficar atrás. 

 

O mais interessante sobre todo este assunto são os pequenos tópicos que, mesmo sem querer, se vai encontrando pela internet:

4 Anxieties you face as solo travaler and how to beat them,
How to be courageous enough to travel solo,
Safety tips for solo females ou mesmo um Budget travel tips for women traveling solo. (mas que? Enfim...)

 

Na verdade estou a 3 dias do embarque e ainda não sei como vou do aeroporto ao hotel...
Who cares!?  

 

 

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Follow