Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Twenty Something

UMA VÉNIA AO AXL ROSE

IMG_20160507_224421.jpg

 

Antes de mais quero agradecer a todos os desistentes que permitiram que eu, e mais uns quantos fãs, tivessem a oportunidade de assistir a um concerto que foi épico pelos mais variados factores. Quando, o ano passado foi anunciada a Tour com passagem por Portugal não duvidei que teria de ir, contudo, a correria aos bilhetes impossibilitou que concretizasse o sonho de ver AC/DC ao vivo. Ao mesmo tempo, os rumores de uma vinda da banda original de Guns n' Roses deixou-me "descansada" pois teria a oportunidade de concretizar um outro sonho.

 

Quando me apercebi da substituição de Brian por Axl compreendi que não iria ter a oportunidade de ver nenhuma das minhas bandas de eleição. Felizmente, umas centenas de fãs revoltados, decidiu fazer birra e devolver os bilhetes, possibilitando-me assim um 2 em 1! A vocês, um obrigado. 

 

Mas agora vamos diretos ao assunto: O Axl Rose deu uma chapada de luva branca a todos os fãs indignados que devolveram o bilhete para o primeiro concerto da Rock or Bust Tour. 

 

Devo confessar que não tinha dúvidas de que o Axl não ia desiludir. É também verdade que há uns anos o Axl decidiu dar uma de diva, baldar-se aos concertos e agir como um miúdo birrento. Mas atualmente todos os fatores indicavam que íamos ter um Axl exemplar e que o concerto tinha tudo para ser épico:

 

Com a junção da banda original de Guns n' Roses era primordial que o Axl passasse uma boa imagem, caso contrário a tour poderia ser um fiasco; Ao mesmo tempo, a responsabilidade de substituir Brian era gigante e tanto ele quanto o Angus fariam tudo para manter o nível a que sempre nos habituaram; Por outro lado, ter um grande vocalista com o Axl numa substituição temporária, de pé partido é algo que com certeza não vamos assistir muitas vezes.

 

Foi verdadeiramente épico, não me canso de o dizer. E tenho de acrescentar, continuo com o maior desejo de ver Guns, ao vivo, com a formação original e com o Axl Rose de pé. Contudo, devo dizer que me comoveu vê-lo sentado, a cantar com a maior garra de sempre. Senti que ele próprio estava a concretizar uma espécie de sonho de há muito tempo, com medo, medo de desiludir, mas ao mesmo tempo, bastante feliz.  

 

Por todos estes motivos, todas as horas de chuva torrencial valeram a pena. Que venha a próxima.

 

Uma vénia ao Axl Rose.

1 comentário

Comentar post

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Follow